Malamute do Alasca


Malamute do Alasca, O verdadeiro cão-Polar

A história desse cão vai abaixo de zero, isso porque o Malamute do Alasca resiste a temperaturas que podem chegar a -70 Graus! É exatamente isso que você acabou de ler, esses cachorros resistem sem problemas a temperaturas que podem chegar a valores negativos absurdos.

Além desse fato curioso os Malamutes trazem consigo muitas outras curiosidades, como por exemplo que o cineastra George Lucas foi inspirado pela sua cadela Malamute  na criação do companheiro do Han Soló Chewbacca do lendário Stars Wars ou então que emprestou o nome da mesma cadela (Indiana) para um dos personagens mais famosos do cinema, o nada mais nada menos que Indiana Jones.

Os cães da raça Malamute do Alasca além de tudo isso são ótimos companheiros,  são os verdadeiros “simpaticões do mundo canino” eles se dão muito bem com a sua matilha e com outros cães também. Os primeiros Malamutes foram encontrados trabalhando junto com os povos nativos do Alasca por volta de 1700. Esses cãezinhos resistentes viviam com seus mestres no congelante polo norte e os nativos usavam o Malamute para empurrar os trenós pesados na traiçoeira neve do ártico.

O Malamute tem um passado muito rico e muito viajado, como por exemplo o explorador Almirante  Byrd levou Malamutes em sua expedição ao Pólo Sul em 1933. Essa Raça é muitas vezes confundida com outras raças que também exercem a função de puxar trenós como os Huskies Siberianos.

Diferença entre  Malamute e Husky Siberiano e Características Físicas.

malamute do alasca


Apesar da pelagem dos dois terem o mesmo tom, essa é a única coincidência que eles possuem. Os Huskies puxam os trenos não porque gostam, mais sim porque são obrigados, já os Malamutes puxam porque gostam de fato de trabalhar, são verdadeiros cães de trabalho pesado. Eles também são um pouco mais lentos e maiores do que os Huskies, tornando-o assim um cão de grande porte.

Quando falamos em cães de porte grande, podemos usar como exemplo os Malamutes sem problema nenhum, porque esses cachorrões podem pesar de 35 a 40 quilos sem muita dificuldade, esse peso todo vem da estrutura de ossos muito densa e pela musculatura pesada ( proposital para suportar o frio). A pigmentação preta no nariz é característico de todas as raças do ártico, ela é desse cor para evitar que os raios infravioletas queimem as narinas ou então que crie bolhas.

Os pelos também são pensados para proteger o Malamute do severo frio dos Polos, a camada superior dos pelos é bem oleosa o que evita que a umidade e ainda prende o ar quente no sub-pelo funcionando como um isolante térmico. Além disso existe a troca na pelagem o que pode tornar a sua casa um verdadeiro globo de neve.

As patas são suas principais riquezas, conhecida como patas de urso elas possuem garras que se estendem como as dos gatos para se agarrar ao gelo e funcionam como um sapato de neve que espalha o gelo por uma área maior evitando assim que o Malamute afunde no gelo. Todas as característica desse animal são estrategias de sobrevivência.

Porém toda essa musculatura gigante causam problemas nas articulações, onde cães dessa raça sofrem com as dores do crescimento e dores articulares e o amadurecimento físico só chega por volta dos dois anos de vida.

Esses cães são típicos dos polos e como nós vivemos em um país tropical é de extrema importância mante-lo o mais próximo da sua temperatura ideal, então para quem quer um Malamute é necessário que exista ar condicionado na casa para que ele possa viver saudavelmente e possa ser feliz.

E claro exercícios devem ser rotina na vida desses animais, já que são cães trabalhadores devem sempre (sempre!) se exercitar!

E ai o que achou do Malamute? Deixe seu comentário!


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (3 votes, average: 4,67 out of 5)
Loading...

1 pensamento em “Malamute do Alasca”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *